Educarbrasil's Blog

O site busca noticiar principalmente temas relacionados à educação, em todos os níveis.

Adolescentes desinteressados

Publicado por educarbrasil em junho 1, 2009

“Eu não gosto de estudar!”, diz Guilherme, de 17 anos, que acaba de concluir o

Ensino Médio. Quando indagado sobre o que ele quer fazer, prontamente responde:  “Jogar Futebol!”. Claro, no país do futebol isto não é difícil de prever.

Mas porque será que não são atraídos por carreiras mais acadêmicas?

Será que suas potencialidades  foram se perdendo por falta de estímulo no início da vida escolar?

Será que a educação em tempo integral poderia sanar ou auxiliar a suprir essas deficiências a analisar melhor as crianças, observando seus talentos e direcionando-as para carreiras que possam aproveitá-las?

Pais e mães muitas vezes se vêem deseperados e sem saber o que fazer com o desintersse dos filhos adolescentes

pelos estudos.  O que fazer para motivá-los?

Segundo a psicopedagoga Márica Goular Tozzi Pego cada aluno tem uma maneira diferente de se apropriar do conhecimento.

  • os professores precisam utilizar diversos meios e formas de expressão para alcançar seus alunos, respeitando assim suas diferentes maneiras de estruturar o pensamento

Aqueles que conseguem utilizar com facilidade a linguagem alcançam o sucesso escolar, isso porque as instruções e informações apresentadas nas salas de aula requerem uma certa facilidade em se apropriar de todo o significado  das mensagens para acompanhar o ritmo

  • os pais devem ler para os filhos desde pequenos e ajudá-los a interpretar as histórias, auxiliando-os assim no processo assimilar idéias
  • os alunos devem ser motivados com situações de desafio e sucesso

Fatores que agravam a dificuldade de aprendizado

  • na adolescência ocorre os inevitávis conflitos em relação à aprendizagem de conceitos que exigem uma maior abstração e também em relação ao comportamento social que passa a exigir escolhas
  • jovens que já aprensentavam dificuldades antes da adolescência, com as turbulências próprias dessa fase, o problema tende a se agravar
  • o jovem sabe que precisa crescer e tornar-se adulto, tem o desejo de ir em frente e medo do desconhecido

Solução:

  • Intervenção psicopedagógica
  • garantir que o jovem produza o mínimo necessário para não perder de ano, sem fazer disso um campo de batalha.

A especialista em problemas de aprendizagem, Eliza Andrade, formada pela UFESP, explica que quando o jovem entra na adolescência é comum haver queda no rendimento escolar. “Mas se o jovem tem estabilidade isto não deve ser visto como dificuldade de aprendizagem porque ele volta a se empenhar e se interessar pelos estudos”, aponta. A psicopedagoga também lembra que os jovens, contraditoriamente pedem liberdade mas ao mesmo tempo desejam que os pais imponham limites.

  • Severidade lhes dá segurança e ao mesmo tempo permite a contestação, a revolta e a autoafirmação.
  • jovem tenta afirmar sua identidade e tem horror a trocas demasiadamente pessoais

“Para se afirmar é necessário ir contra alguma coisa” , completa Elisa Andrade.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: